“URGENTE” temer confiscará poupança do povo.

0
1410

“URGENTE” TEMER CONFISCARÁ POUPANÇA DO POVO.

Governo de Michel Temer, encurralado, bloqueará investimentos dos brasileiros.

Esta é uma fria e insuportável previsão para a economia do Brasil nos próximos meses, adverte o criador dos bancos.

Governo de Michel Temer, encurralado, bloqueará investimentos dos brasileiros.

Esta é uma fria e insuportável previsão para a economia do Brasil nos próximos meses, adverte o criador dos bancos.

Esta é uma fria e insuportável previsão para a economia do Brasil nos próximos meses, adverte o criador dos bancos Garantia e Pactual, Luiz Cesar Fernandes.

Mesmo que se privatize todas as empresas possíveis, como agora querem privatizar a Casa da Moeda sob contestação de seu diretor que afirma que não há prejuízos, a economia não se recuperará por conta da péssima administração do Governo atual.

Além disso, Temer também perdoou dívidas bilionárias até de grandes empresas e abusou da liberação de recursos financeiros para a compra de sua permanência no cargo, bem como torna-se notório o desejo de perpetuação de um grupo seleto no poder através do polêmico parlamentarismo, sem falar da adoção de uma política salarial estratosférica de Norte a Sul do país.

Segundo o banqueiro e economista Fernandes, em breve a dívida interna pública atingirá 100% do PIB e toda a riqueza produzida no país será destinada a pagar as contas irresponsáveis de Temer.

A situação será insustentável e o país entrará em uma total ingovernabilidade. O sistema entrará em falência e atingirá não só os grandes bancos como também as pessoas físicas.

As grandes instituições bancárias não terão outra saída senão impedir que seus clientes saquem suas poupanças.

O caos levará ao calote da dívida interna brasileira com o consequente confisco de aplicações financeiras.

Desde o governo passado, Temer e Eduardo Cunha já sabotavam as decisões de Dilma Rousseff numa espécie de primeira etapa do golpe.

Agora, sua equipe aprofundaram ainda mais a depressão econômica e o rombo fiscal poderá alcançar a casa de R$ 1 trilhão.

Compartilhe no Facebook e WhatsApp

Botão de compartilhar abaixo

PUBLICIDADE